|
ESAMS

Notícias


Ciclo de palestras tira dúvidas sobre Reformas em Nova Alvorada do Sul
Data: 06/12/2017

 Aconteceu nesta terça-feira (5) o 1º Colóquio de Direito Previdenciário na cidade de Nova Alvorada do Sul. O evento, uma realização da Ordem dos Advogados de Mato Grosso do Sul (OAB/MS) e da Escola Superior de Advocacia de Mato Grosso do Sul (ESA/MS), foi sediado no plenário da Câmara Municipal da cidade.

 
O evento contou com a participação do Secretário-Geral da OAB/MS, Marco Rocha, do Presidente da Comissão de Direito Previdenciário da OAB/MS, Reinaldo Monteiro, além dos Advogados Marcos Pereira Costa de Castro e Victor Salomão Paiva e teve como escopo debater o panorama das Reformas da Previdência, Política e Trabalhista. 
Segundo Marco Rocha, o colóquio atingiu o objetivo proposto "Foi um diálogo bastante produtivo, com a efetiva participação da população de Nova Alvorada do Sul. As reformas em andamento trazem profundas alterações no cotidiano das pessoas, de sorte que a sociedade está ávida por esclarecimentos como esses, que a ESA tem proporcionado em parceria com a OAB.", afirmou.
 
Para Reinaldo Monteiro, a atual conjuntura do país pede a participação da comunidade "O país atravessa um momento de mudanças com reformas já em andamento, como a trabalhista e política, necessário se faz a participação da população de eventos dessa natureza, estando todos atentos e participativos em todos os movimentos e eventos que discutam a Reforma da Previdência.", salientou.      
 
Marcos Castro reitera a posição do colega e acrescenta a importância de informar a população a respeito dos impactos que a Reforma virá a ter na vida cotidiana dos brasileiros “A reforma previdenciária será aplicada a toda sociedade, portando se faz necessário que todos saibam o que está sendo proposto, bem como os impactos que essas mudanças trarão dentro do rol de benefícios previdenciários. É extremamente importante levar essas informações para todas as regiões do país” ressaltou Castro.
 
Vitor Paiva, por sua vez, chama atenção para o fato de que “as reformas legislativas, até certo ponto necessárias, deveriam atender ao clamor da sociedade, e ter como objetivo a busca do atendimento e cumprimento dos princípios Constitucionais” Segundo ele, isto apenas poderá ser alcançado por meio de um voto consciente e responsável, que reflita a vontade do povo. “Com atitudes responsáveis, teremos uma sociedade mais participativa e reivindicante dos Direitos. Não sejamos omissos” concluiu o causídico.
CURSO ESAMS 2016
MÍDIAS SOCIAIS